Facebook
Espaço da Revendedora

Entre com seu email e senha abaixo para acessar os seus pedidos.
Desejo me cadastrar

Feed RSS

Novidades

Números da venda direta no Brasil

01/03/2011

Vendas diretas chegaram a R$ 26 bi em 2010
Volume nominal de negócios foi 17,2% maior do que em 2009. Índices como número de revendedores ativos e produtividade também cresceram no período

São Paulo, janeiro de 2011 – O Brasil decolou nos últimos anos, e o setor de vendas diretas também. Dados da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (www.abevd.org.br) mostram que, em 2010, o volume de vendas no segmento foi recorde ao totalizar R$ 26 bilhões em volume nominal de negócios, índice 17,2% maior do que o registrado em 2009. Descontada a inflação no período, que foi de 5,9%, o crescimento real foi de 11,3%.

Em 2010, as vendas diretas foram responsáveis pela geração ou complementação de renda para 2,74 milhões de famílias brasileiras, uma soma 12,2% superior ao aferido nos 12 meses anteriores. No tocante à produtividade média dos revendedores em atividade, o ano passado registrou ganho de 4,4% em relação a 2009.

Paulo Quaglia, presidente da ABEVD, entende que os números confirmam a solidez e a importância do setor para a economia do País. "O aumento constante no número de revendedores cadastrados revela que as vendas diretas cumprem um importante papel social em termos de geração de oportunidade de trabalho e renda”, completa.

De acordo com Quaglia, a profissionalização dos revendedores é um dos motores que mantém o crescimento do setor. “Hoje, os profissionais têm consciência de que o sucesso depende da conveniência oferecida e das respostas rápidas ao comprador, além de fatores como a construção e o aumento da rede de relacionamentos – inclusive com apoio das mídias sociais –, o desenvolvimento de ações estratégicas, criatividade, promoções, entre outros.”

Sobre as vendas diretas

As vendas diretas constituem um setor cada vez mais relevante para a economia brasileira, responsável pela contribuição fiscal da comercialização de produtos e serviços realizada por milhões de revendedores autônomos. É composto por empresas de segmentos diversos como cuidados pessoais, suplementos nutricionais, cuidados do lar, serviços e outros.

Também chamadas de vendas por relacionamento, as vendas diretas ocorrem em círculos sociais, fora de estabelecimentos comerciais fixos. Não deve ser confundida com a venda porta a porta, uma vez que esse termo está sujeito a toda sorte de mercadorias, de origem desconhecida, e sobre a qual não se aplicam as diretrizes estabelecidas pelos Códigos de Ética da ABEVD.

Sobre a ABEVD

ABEVD é uma associação fundada em 1980 por empresas que buscavam o desenvolvimento do sistema de Vendas Diretas no Brasil. Atualmente conta com 46 associadas, sendo 26 empresas de Vendas Diretas, 11 consultores e 9 fornecedores. São eles:
AFTB, Amway, Avon, By!Wine, Cellcred, Dokmos Life, FM Group, Herbalife, Hermes, Hinode, Inspiração Perfumes, Jafra, Jequiti, Mary Kay, MonaVie, Natura, Perfam, Photon do Brasil, Pierre Alexander, Polishop, Racco, Tiens do Brasil, Torres Confecções, Tupperware, Via Blumenau, WOW, Arruda Pires Consultoria Jurídica; Bento, Feijó & Zardo Advogados; DirectBiz Consultants, Freitas Bueno Advogados, Leite, Tosto e Barros Advogados, Lopes Pinto, Nagasse e Serafino Advogados, Loyalty Marketing, M&BA Marketing Business, MMC&Zarif Advogados, Rodante&Scharlack Advogados, Syntec, BP Diagramação Visual, B4 Eventos, Cantatur Viagens e Turismo, DineroMail, Integration, Inventive Consultoria em Gestão Empresarial, Gera Gestão de Modelos Comerciais, PCI Integrated Management Services, Realleads Soluções em Network.

« Voltar

VXM - Site e Identidade Visual
Catálogos Tallismã - Todos os direitos reservados
Endereço: Praça Rubens Ferreira Martins, n° 23 Casa 1
Estuário Santos-SP